logomarca do museu

 PPBIO Amazônia Oriental

Current Size: 76%

Núcleo Regional Tocantins

Português, Brasil

O Núcleo de Pesquisa em Biodiversidade do Tocantins foi criado em 2010, e está vinculado à Universidade Federal do Tocantins (UFT). Conta com sete pesquisadores e dois colaboradores da área microbiológica, zoológica e de informática. O convênio entre a UFT e o MPEG representando o MCTI foi firmado em novembro de 2010, e propiciou um grande avanço na implementação das coleções científicas, capacitação de pessoal e pesquisa em biodiversidade. Conheça o site do NR Tocantins.

Em dezembro de 2009 foi aprovado pelo CNPq o Projeto do Núcleo Regional de Pesquisa em Biodiversidade do Tocantins, que tem como objetivos:

  • Congregar pesquisadores de diferentes instituições de ensino e pesquisa, órgãos ambientais e empresas privadas, visando ao conhecimento da biodiversidade regional;

  • Dar suporte às coleções científicas;

  • Ampliar o conhecimento taxonômico e ecológico da Amazônia Oriental, promovendo inventários estruturados rápidos em áreas selecionadas;

  •    Implementação do Banco de Dados da Biodiversidade.

O Tocantins está situado geograficamente entre os dois maiores biomas brasileiros: a Amazônia e o Cerrado. Possui uma importante área de transição formada por diversos ecossistemas, detentores de uma elevada diversidade biológica. No entanto, é um dos estados brasileiros cujo conhecimento da biodiversidade é mais escasso, conforme constatado por Dornas (2009), o qual, mediante a realização de uma análise de lacunas sobre a diversidade de aves, quelônios e crocodilianos, concluiu que apenas 2% do estado foi minimamente amostrado para estes grupos. Este conhecimento está diretamente relacionado aos poucos estudos focados no conhecimento da biodiversidade local, em sua maioria produzido  por estudos de impacto ambiental, gerados a partir das exigências legais para implantação de grandes obras de infraestrutura, como hidroelétricas, estradas e ferrovias no estado.

Visando suprir estas lacunas de conhecimento, as pesquisas de campo do projeto tiveram início em 2011, em três localidades pré-selecionadas na região amazônica tocantinense. Inicialmente serão realizados inventários de fauna que incluem peixes, répteis (quelônios e crocodilianos), aves e mamíferos de médio e grande porte.

 É prioridade do Núcleo informatizar as coleções científicas do PPBio no Tocantins; qualificar a equipe de TI, através de treinamentos específicos junto à Rede do PPBio; a implantação e customização do aplicativo Specify para as coleções zoológicas; implantação do banco de dados para coleção científica do Tocantins e implantação de aplicativo para armazenamento, controle e treinamento no uso do catálogo zoológico nos núcleos do Tocantins. A Reitoria disponibilizou um computador para cada coleção, que serão interligados em rede ao provedor, permitindo assim a informatização do acervo, armazenamento da informação em um banco de dados e a interação virtual entre as coleções.

Núcleo Regional: 
X
Digite seu nome de usuário PPBio Amazônia Oriental.
Digite a senha da sua conta de usuário.
Carregando